Como fazer um bom hambúrguer?

Hamburguer

Hambúrguer é um prato tradicional na cozinha americana e que bem feito pode se tornar uma refeição extremamente saudável, agradável, prazerosa e conquistadora de corações. Para descobrir como alcançar um melhor sabor e textura decidi fazer vários experimentos e conhecer mais sobre o preparo.

Primeiramente fiz uma pesquisa assistindo a vídeos de alguns chefs internacionais e descobri que existem diferentes combinações para fazer um hambúrguer que pode ser feito com diferentes partes de cortes de bovinos, suínos, aves, peixes ou até mesmo de soja e combinados entre duas delas.

Realmente não há limites para este preparo que além da escolha do ingrediente principal, adicionando ou não gordura, é possível incluir outros ingredientes que irão compor com sabor e textura o hambúrguer. Alguns dos ingredientes que experimentei misturando e moldando os hambúrgueres foram: farinha de rosca, ovo, mel, cebola, sal, trigo, shoyo, pimenta, calabresa, bacon e azeite.

Ainda há quem diga que após o preparo você pode escolher a forma como ele será feito e assim adicionar aromas (assado na brasa) e torná-lo crocante (na chapa). Alguns preferem que ele seja bem passado, ao ponto, mau passado (suculento) ou até mesmo cru. A verdade é que cada pessoa tem um gosto diferente e por isto existem tantas variações.

Durante os experimentos também descobri que o seu peso tem uma grande e talvez uma das maiores influencias no resultado final. Preparei alguns hambúrgueres que pesaram sempre entre 100g e 300g e confesso que quanto maior, mais tempo levou para cozinhar sua parte interior.

Dentre tantas opções decidi me concentrar em apenas dois tipos de carne bovina e de frango e as variações de corte com maior ou menor quantidade de gordura.

Com estas duas carnes eu ainda me esforcei no começo sem muito sucesso para fazer meu próprio pão e no fim já com mais experiência, alcancei um pão mais macio. Foi quando entendi que o pão é outro ingrediente fundamental no sabor do sanduíche. O pão deve ser fresco, macio por dentro, crocante por fora e se possível do tamanho ou ligeiramente maior que o hambúrguer. Ele pode ter ou não gergelim sobre e seu peso varia de 70 a 100 gramas.

A montagem final do hambúrguer é um caso à parte pois existem ainda vários outros ingredientes que juntos dão mais um toque de sabor e textura extra ao prato, além terem o poder de torná-lo uma refeição leve para um meio/fim de tarde ou até mesmo se tornar um almoço diferenciado.

Alguns dos ingredientes usados: bacon, ovo, queijo, tomate, alface, rúcula, acelga, maionese, catchup, mostarda e molho barbecue e também o famoso acompanhante: batatas fritas ou assadas. Dentre este ingredientes descobri que o alface não pode ficar em contato direto com a carne para evitar que murche com o calor, melhor colocar o tomate no meio. Outra dica é usar um molho na parte superior do tomate para segurar o alface.

Findado a primeira parte das explicações vou me concentrar nos experimentos com as carnes abaixo e descrever minha percepção sobre cada um deles nos próximos posts:

Experimento 1 – Hambúrguer de carne bovina

Experimento 2 – Hambúrguer de carne de frango

Nacionalidade (tradição) 

  • Estados Unidos da América

Homenagem

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s